Acesso a Informação

Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Acesso Rápido

Página Inicial Notícias Polícias Civil e Militar capturam três envolvidos em tentativa de roubo a carro-forte na Capital
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Polícias Civil e Militar capturam três envolvidos em tentativa de roubo a carro-forte na Capital
Qui, 13 de Julho de 2017 18:58


O trabalho desenvolvido pelas Forças de Segurança do Estado, visando à captura dos criminosos envolvidos na tentativa de roubo, cometida na noite da última terça-feira (11), no bairro Parque São José, resultou nas prisões de três suspeitos do crime. Um deles, que atuou diretamente na ocorrência, foi interceptado nesta madrugada (13), por equipes da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE). A ação que culminou nas prisões dos outros dois se deu em uma ofensiva efetuada em conjunto pela DRF e pela Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE), por meio do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque). As diligências realizadas logo após o delito contaram com atuação de policiais civis de várias delegacias e de policiais militares.

Os presos foram identificados como Eduardo Alves da Silva Junior (30), conhecido como “Sorriso”, que responde por roubo e porte ilegal de arma de fogo; Francisco Gledson Nogueira de Lucena (37), conhecido como “Gueguê”, que responde por crime contra a paz pública, roubo, homicídio, porte ilegal de arma de fogo, roubo com restrição de liberdade da vítima e receptação; e Raimundo dos Santos Neto (49), que não possuía antecedentes criminais. As composições chegaram aos suspeitos após receberem informações sobre um carro Fiesta com várias marcas de tiros na lataria, em uma oficina situada no bairro Parque Santa Rosa. Raimundo, proprietário do carro, foi preso no estabelecimento, e “Gueguê”, que é seu cunhado, foi preso em casa.

De acordo com os levantamentos policiais, “Sorriso” atuou diretamente na tentativa de roubo, enquanto os outros dois foram responsáveis pela parte logística do esquema criminoso e por repassar informações ao bando em relação à movimentação na Lotérica e sobre o carro-forte. Inclusive, “Gueguê” foi reconhecido como sendo o suspeito que desceu do Corolla momentos antes da ação criminosa. Os três presos foram conduzidos à sede da DRF e autuados por latrocínio.

Todos os integrantes do grupo criminoso foram identificados pela Polícia Civil. De acordo com Diego Barreto, delegado da DRF, os trabalhos policiais continuam no sentido de capturar o restante do bando. Durante as diligências, os agentes de segurança também apreenderam um carro Fiesta de cor prata e placas OPW 6638. Ainda no dia da ocorrência, os policiais apreenderam uma pistola calibre 380.

Ocorrência

A ação criminosa se deu contra os vigilantes de um carro-forte, no momento em que os profissionais saíam com malotes de dentro de uma Casa Lotérica, que funciona no estacionamento de um supermercado, na Avenida Cônego de Castro. Durante a ocorrência, houve troca de tiros entre os bandidos, os vigilantes e policiais civis da DRF, que evitaram o roubo. Três suspeitos e um cliente da lotérica foram mortos. Outras cinco pessoas saíram feridas. Entre elas, o delegado titular da DRF, Raphael Vilarinho, baleado em uma das pernas. Os suspeitos que vieram a óbito são: Samuel de Freitas Costa (23), que não possuía antecedentes criminais; Gabriel Veloso Lima de Sousa (20), que respondia por receptação; e Cristian de Oliveira Lopes (28), que possuía passagem pela DRF por roubo.

Ao serem surpreendidos pelos bandidos ainda em frente ao estabelecimento, os vigilantes reagiram e houve troca de tiros entre eles e o bando. Os suspeitos não conseguiram subtrair os valores e, quando tentavam fugir, foram interceptados por policiais da DRF e também trocaram disparos de arma de fogo com os agentes de segurança. Durante os confrontos, três dos assaltantes e um cliente da lotérica foram mortos. Além do delegado Vilarinho, os outros feridos são dois vigilantes, sendo um deles lesionado à bala e o outro por estilhaços; e outras duas vítimas são uma mulher, atingida por bala em uma das pernas; e um homem. Os cinco feridos foram levados para unidades de saúde. Após ser atendido, o delegado Vilarinho recebeu alta e está fora de risco.

Para cometer o delito, os criminosos utilizaram dois carros como apoio. Um dos veículos, um Corolla de cor preta e com queixa de roubo, foi apreendido pela Polícia. Antes da ação, três deles aguardavam na fila, como se fossem clientes, dois estavam fora do supermercado e outros permaneceram dentro do Corolla – inclusive efetuando disparos de fuzil contra o carro-forte. “Gueguê” foi reconhecido como o homem que desceu desse carro antes do delito.

Histórico criminoso

De acordo com o trabalho investigativo que vinha sendo feito pela delegacia especializada, o grupo criminoso é também envolvido no latrocínio do vigilante Antônio Luis Alexandre de Sousa (24) – morto a tiros durante assalto contra um carro forte. O caso ocorreu no dia 11 de abril deste ano, no bairro Granja Portugal, na Área Integrada de Segurança 2 (AIS 2) de Fortaleza. A vítima e outros vigilantes faziam a guarda do blindado quando foram surpreendidos por aproximadamente sete suspeitos armados com dois revólveres e uma pistola. Um dos mortos na ocorrência de ontem possuía mandado de prisão em aberto por este crime. Além disso, eles ainda são suspeitos de agirem no roubo cometido dentro de uma lotérica, no dia 30 de junho, no município de Maranguape. O estabelecimento, que fica dentro de um supermercado, foi invadido por cerca de cinco suspeitos, todos armados.






 

Calendário

Julho 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
25 26 27 28 29 30 1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31 1 2 3 4 5