Acesso a Informação

Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Acesso Rápido

Página Inicial Notícias Suspeito é preso por envenenar homens com substância agrotóxica
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Suspeito é preso por envenenar homens com substância agrotóxica
Ter, 18 de Abril de 2017 18:24

Uma ação realizada em conjunto pelas Polícias Civil e Militar do Estado do Ceará (PCCE) e (PMCE) resultou, nessa segunda-feira (17), na captura de um homem suspeito de envenenar duas pessoas em um bar. O caso ocorreu na zona rural do município de Barbalha – Área Integrada de Segurança 11 (AIS 11) do Estado. Uma das vítimas veio a óbito e a outra segue internada em um hospital.

Francisco das Virgens de Lima (38), conhecido como “João Batista”, que responde por receptação, foi preso e autuado em flagrante por homicídio e tentativa de homicídio qualificados por emprego de veneno. Ele é o suspeito de envenenar dois homens com substância utilizada no controle de larvas em plantações, tipo agrotóxico. O fato ocorreu no bar do irmão de uma das vítimas, no último domingo (16). Ambas as vítimas foram socorridas para uma unidade de saúde local. Mas um deles, identificado por João Batista Martins da Silva (56), o “Batista”, não resistiu e veio a óbito. A outra vítima, de 41 anos, foi transferida para o Hospital Regional de Juazeiro do Norte, onde permanece internada.

“João Batista” também foi conduzido para o hospital, após alegar ter tomado o tóxico. Mas, de acordo com o delegado Juliano Marcula, titular da Delegacia Municipal de Barbalha, a intenção dele era de despistar os policiais, que logo foram acionados para a ocorrência. Ainda segundo o delegado, o suspeito ficou internado sob escolta policial até o meio dia dessa segunda (18) e, após ser constatado que ele não ingeriu o veneno, o mesmo recebeu alta e foi encaminhado para a delegacia local, onde foi ouvido e autuado em flagrante.

Os agentes de segurança chegaram à autoria do crime após a Polícia Militar ser acionada para o caso. Durante os levantamentos realizados no imóvel, testemunhas denunciaram o preso como responsável pelo delito e depois o reconheceram. O delegado Marcula também conta que as apurações indicam que “João Batista” fez uma “brincadeira de mau gosto”, ao enganar os homens dando veneno no lugar de cachaça. O preso também era cliente do estabelecimento e encontrou o tóxico em um cômodo usado para guardar ferramentas e outros utensílios, ainda no local. O restante da substância foi apreendido pela Polícia. As investigações sobre o caso continuam.

 

Calendário

Setembro 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30