Polícia Civil deflagra operação para capturar suspeitos de estupro de vulnerável

11 de Abril de 2018 # # #

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) deflagrou uma operação para cumprimento de mandados de prisão preventiva contra suspeitos de estupro de vulnerável na região Norte do Estado. Após quatro meses de investigações, a equipe da Delegacia Municipal de Itapajé conseguiu identificar e reunir provas suficientes para pedir a prisão dos suspeitos. As prisões foram feitas, ao longo dessa terça-feira (10), em Itapajé, Baturité e no Rio de Janeiro, e fazem parte da Operação “Silêncio dos Inocentes”. Na última sexta-feira (6), um ex-secretário do município de Itapajé foi preso em flagrante suspeito de cometer o mesmo crime.

No total, foram cumpridos três mandados de prisão. Nenhum dos suspeitos possuía antecedentes. Todas as vítimas são do sexo feminino, menores de idade e mantinham vínculo familiar com os suspeitos. Um dos homens havia fugido para o Rio de Janeiro, mas foi capturado no estado fluminense e será transferido para o Ceará. A Polícia Civil opta por não passar mais detalhes sobre os casos para preservar a identidade das vítimas. Todos os inquéritos policiais que apuravam os casos foram abertos no ano passado. No decorrer das investigações, os policiais civis identificaram outros seis suspeitos pela prática de estupro de vulnerável em Itapajé. Os seis também foram indiciados.

A Polícia Civil segue com as investigações no sentido de identificar outros suspeitos de crimes em Itapajé. A população pode comunicar a prática delituosa dos suspeitos por meio de denúncias anônimas. As informações devem ser encaminhadas para o telefone (85) 3346-0289.

Prisão em flagrante

Na sexta-feira passada (6), Francisco Raimundo Martins de Lima (63) foi preso em flagrante suspeito de abusar sexualmente de duas irmãs de 13 e seis anos. De acordo com as investigações, os abusos contra a menor de 13 anos iniciaram há cerca de dois anos, enquanto que a outra vítima vindo sendo molestada há cerca de um ano. O suspeito foi secretário do município de Itapajé, entre os anos de 2013 e 2016, e atua no ramo imobiliário. O homem vai responder pelos estupros continuados das duas irmãs menores.

* A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) não divulga os nomes dos presos que têm alguma relação de parentesco com as vítimas para evitar a exposição das mesmas.