Nove pessoas são presas por crimes contra instituições financeiras e estelionato após ações policiais integradas

11 de Abril de 2018 # # #

As Polícias Civil e Militar do Ceará (PCCE e PMCE) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgaram, nesta quarta-feira (11), os detalhes de três ações realizadas na Capital e no Interior do Estado, que totalizaram nas prisões de nove pessoas suspeitas de participação em crimes contra instituições financeiras e também estelionato. A coletiva de imprensa foi realizada na sede da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), que nesta semana, também repassou os detalhes das prisões de seis “maçariqueiros” presos quando se articulavam para arrombar caixas eletrônicos em Fortaleza. As prisões são reflexos da intensificação do combate a este tipo de crime em todo o território cearense.

A mais recente aconteceu nessa segunda-feira (09), quando policiais civis da DRF prenderam Francisco Klaiton Fernandes Alves (42), um suspeito investigado pela Polícia Civil e reincidente nos crimes de estelionato e furto mediante fraude. De acordo com o delegado Ricardo Romagnoli, “ele aproveitava da vulnerabilidade de idosos ou do descuido de outras pessoas para inventar artifícios, como o de solicitar às vitimas que trocassem suas senhas bancárias. Ele abordava os usuários de caixa eletrônico informando que havia saído um comprovante, do equipamento recém utilizado pela vítima, solicitando a troca de autenticação da conta. Sob esse argumento, Klaiton conseguia subtrair o cartão e, momentos depois, sacava dinheiro e fazia empréstimos”, ressaltou o delegado.

Ainda conforme as investigações da DRF, há indícios que o estelionatário tenha furtado em torno de 80 mil reais. Por intermédio dos trabalhos especializados da Polícia Civil, havia um mandado de prisão preventiva contra ele, que foi cumprido na segunda-feira, no momento que o suspeito entregava um veículo em uma locadora na Avenida Washington Soares, no bairro Engenheiro Luciano Cavalcante – Área Integrada de Segurança (AIS 10). Ele foi encaminhado à sede da DRF, onde foi ouvido e agora está à disposição da Justiça.

A segunda ação divulgada foram as capturas de dois irmãos piauienses, identificados por Labimael Pereira da Silva (37) e Juciraide Júlia Silva Costa (54) – com passagem em seu Estado de origem por estelionato. Os suspeitos foram presos pela PRF, na cidade de Irauçuba (AIS 17), por volta das 16h30min, na quinta-feira (05). Conforme apurado pelos policiais rodoviários federais, foi constatado que contra Labimael havia um mandado de prisão preventiva expedido no Estado do Piauí sobre a participação do acusado em ataques a bancos no ano de 2015. Já com Juciraide, foram apreendidas seis cédulas de identidade falsas. “Em depoimento, ela afirmou que era estelionatária e que veio ao Ceará para sacar o dinheiro oriundo de um empréstimo fraudulento. Com eles, foram apreendidos mais de três mil reais em espécie”, revelou Romagnoli.

Horas após as prisões realizadas pela PRF, dois carros-fortes foram atacados no km 73 da BR-222, entre Croatá e São Luís do Curu (AIS 11). Diante disso e da suspeita de participação dos irmãos no crime, Labimael e Juciraide foram encaminhados a DRF, que está à frente das investigações e que apura se houve participação dos criminosos no delito.

Por fim, foram apresentadas as prisões de integrantes de um grupo criminoso capturado pelo Comando Tático Rural (Cotar) do BPChoque, na cidade de Ipu (AIS 16), quando este se preparava para assaltar uma casa lotérica do município. Após receberem informações sobre os suspeitos, que saíram da cidade de Maracanaú (AIS 12) com o destino ao município do interior norte, as equipes do batalhão especializado realizaram as diligências e abordaram um veículo, onde estavam Daniel da Silva Venâncio Freitas (20) – com passagem pela Polícia por tráfico de drogas; Francisco Cleylson Pereira do Nascimento (29) – com antecedentes criminais por tentativa de homicídio e roubo; Werison dos Santos Nunes (24) – com passagens por homicídio, roubo e lesão corporal dolosa; Bruno Duarte Cavalcante (19) e Francisco Walisson Rodrigues de Sousa (24). Estes dois últimos sem antecedentes.

Com eles, foram apreendidos dois revólveres calibre 38 e uma pequena quantidade de maconha. A partir das prisões, o Cotar saiu em diligências e chegou ao segundo carro, sendo este clonado, que também seria utilizado pelo bando. No interior do automóvel, foi apreendido um terceiro revólver também calibre 38. Uma sexta participe foi presa, sendo esta identificada por Gabriella da Silva Brito (18) – sem antecedentes criminais e companheira de Bruno. Ela foi localizada em sua residência, na cidade de Maracanaú, onde os policiais apreenderam um carregador de pistola. Todos foram encaminhados a DRF, onde o grupo foi ouvido e autuado por associação criminosa, receptação e porte ilegal de arma de fogo. Já Gabriella vai responder pela posse do carregador de pistola, arma de fogo de uso restrito.